SpongeBob SquarePants // ]]> roundColor=colour; return (div); } // ]]> // pt> body>

Eu poderia oferecer a você um abraço caloroso,eu passaria fome, me machucaria iria me arrastando ,avenida abaixo, poderia fazer você feliz,fazer os seus sonhos se tornarem realidade.Não há nada que eu não faria, iria até o fim da Terra por você, para fazer você sentir o meu amor.





home


ask


archive


tlink4
Make You Feel My Love

Acontece que a vida não é perfeita

theme by sabedorias, with details
by sk8er-girl, b-reakable, desesperancoso e call-menow.
« dont copy, dont remove this tag »

(Fonte: love-in-black-white)



Posted Há 1 ano with 387.598 notas · reblog this
originally love-in-black-white via mylivealone


um-adolecente:

@samynesia <33’






Posted Há 1 ano with 3.322 notas · reblog this
originally n-i-c-o-t-i-n-e via existences-deactivated20140213




Posted Há 1 ano with 835.064 notas · reblog this
originally sum-fox-deactivated20130301 via mylivealone


Você não me amava, apenas gostava da minha presença quando todos te deixavam. Você não me amava, apenas gostava de ver que alguém realmente se importava com o seu bem-estar. Apenas gostava do modo que eu te tratava; como ninguém nunca te tratou. Você não me amava, apenas me pedia para ficar, pra não perder aquela pessoa que não se importava em se entristecer pra te ver sorrir. Você não me amava, apenas se sentia importante quando via que, um dia sem você, era muito tempo pra mim. E eu? Eu te amo, desde o inicio. Eu te amo, mesmo que doa. Eu te amo, mesmo sentindo tudo sozinho. Eu te amo, mesmo que hoje você diga que nunca quis me iludir.
Fernando Moura. (via versificar)

(Fonte: palavrasdeumjovempoeta)



Posted Há 1 ano with 69.850 notas · reblog this
originally i-n-s-o-n-e via mylivealone


E já eram quatro horas da tarde quando ansiosamente, ela chegou à rodoviária. O dia tão esperado e desejado por eles. Ela iria ao banheiro, mexia no cabelo tentando o arrumar, retocou a maquiagem, que como sempre não era exagerada. Logo depois achou bancos e se sentou. Ela apanhava seu celular do bolso, com as mãos tremulas. Devia ser o nervosismo da primeira vez. O ligava com certo medo do que iria achar, qual seria a sua reação, afinal ele não sabia que ela estaria em sua cidade, em um sábado qualquer, sem avisar.
- Meu amor? Dizia com a voz meio rouca e toda sem jeito.
- Oi minha loirinha dengosa, o que houve que não estava conseguindo falar com você até agora? Sabe que me preocupo com você, e a voz dessa mulherzinha falando que seu celular estava sem área estava me deixando pirado, poxa.
Logo ao escutar o jeito atrapalhadinho e nervosinho dele ela ri, e em seguida diz:
-Ai meu príncipe, me desculpa, mas foi por uma boa causa que meu celular ficou sem área esse tempo todo.
- E desde quando o celular ficar sem área é bom em mocinha? Desde que eu te conheço sei que não suporta ficar minutos sem mexer nessa sua caixinha magica ai, e vai demorar pra me contar o que estava fazendo todo esse tempo?
- Eu estava sentada, olhando pra árvores, coisas assim. Confesso que dormi um pouco, mas o nervosismo me afetou tanto que eram cochiladas rápidas.
-Eu sei que você é meio maluca bebê, mas, ficar olhando árvores todo esse tempo? Você bebeu por acaso?
-Foi por nós, mas e não vai perguntar o que eu fazendo agora?
- O que está fazendo amor?
- Esperando você vir me buscar na rodoviária
-Oi? Não, pera. Todo bobo ainda sem acreditar do outro lado da linha ele sorri, um sorriso daqueles de orelha a orelha como dizem.
- Amor, vem logo me buscar, é tanta gente que eu já meio perdida aqui no meio poxa vida, sabe que sou pequenininha, e eu não estou brincando se for isso que você está achando meu amor.
Ele fica nervoso, mas um nervosismo de felicidade, louco pra poder tocar nela, a beijar e todos os momentos em que tinha planejado. Enquanto andava em direção ao seu carro ainda conversava com ela:
-Eu estou indo então, tchau, beijo, ai meu deus, eu te amo.
Acelera, o carro e as batidas do seu coração, pensando que ela vai estar lá, o esperando, com aquele jeito dengoso e mais perfeito do mundo, com as suas malinhas. Pensamentos de que ela poderia ficar pra sempre não é mesmo? Eles davam um jeito, mas não seria dessa vez, ainda. Ele entra correndo atrás dela, com um sorriso enorme no rosto, do jeito que ela gostava. Quando o vê, larga sua bolsa no chão e tudo que havia em sua mão, saiu correndo ao seu encontro. Ela o olhava, ela sorria, e o seu olho se enchia de lagrimas. Era tanta alegria que transbordava. Ele a beijou, o primeiro beijo, o melhor da vida dela, que vai ficar pra sempre na memória. Se abraçavam, e diziam eu te amo um pro outro, baixinho ao pé do ouvido. E eles, e todos a sua volta perceberam, que realmente, eles se encaixam, eles queriam estar perto um do outro, eles mereciam, e iriam ficar juntos, para sempre.
Eu realmente queria que você estivesse aqui comigo. Para todo o nosso sempre, Inne. (via reconhecer)

(Fonte: florecear)



Posted Há 1 ano with 187 notas · reblog this
originally florecear via mylivealone




Posted Há 1 ano with 12.726 notas · reblog this
originally melanofobia via mylivealone




Posted Há 1 ano with 9.039 notas · reblog this
originally prossegui via as-ultimaspalavras


(Fonte: mellamogaby)



Posted Há 1 ano with 711.061 notas · reblog this
originally mellamogaby via mylivealone




Posted Há 1 ano with 78.677 notas · reblog this
originally evidence-s via mylivealone


(Fonte: born--for--this)



Posted Há 1 ano with 102.719 notas · reblog this
originally born--for--this via existences-deactivated20140213


paraiso ♥

paraiso ♥




(Fonte: etiopy)



Posted Há 1 ano with 51.894 notas · reblog this
originally etiopy via realidade-oculta




Posted Há 1 ano with 4.229 notas · reblog this
originally nobroke via mylivealone


Relacionamento não é só prazer. Não é só festa, viagem, risada, diversão, brinde, sexo, beijo, cumplicidade. Relacionamento tem fase chata, de vez em quando tem briga, discussão, chatices, rotina, implicâncias, ciúme, bate boca. A gente tem que lidar, conviver e amar uma pessoa que veio de outra família, outro mundo, tem outra criação, outros costumes, outros pensamentos, outro jeito de viver. Você tem que aceitar aquela pessoa como ela é, e isso dá muito trabalho. O amor é lindo sim, e ele é a maior recompensa para quem não tem medo de enfrentar os próprios medos e os medos do outros. É querer estar com a pessoa independente de qualquer coisa ou situação. Pelo simples fato de estar junto
Caio Fernando Abreu (via rocklessly)

(Fonte: espeliarmus)



Posted Há 1 ano with 76.410 notas · reblog this
originally espeliarmus via mylivealone

dow; for (var setTimeout("sparkle()", 40); } // ]]>